Estádio Aldo Dappuzo

Estádio Aldo Dappuzo

NOSSO ESTÁDIO

Desde a fundação do Sport Club São Paulo, em 1908, a Avenida Presidente Vargas sempre foi o endereço do clube, mas o estádio, um dos maiores da zona sul do estado, foi construído em etapas.

Antes da década de 1940, havia um pavilhão construído em madeira, que na época já era bastante acanhado para a torcida. Nesta década foram empreendidos os esforços para a construção do pavilhão social que, com a exceção de algumas modificações, ainda preserva os traços originais.

Em 1954 ganha seu primeiro sistema de iluminação, acompanhando a maioria dos clubes brasileiros com relação a disputa de partidas noturnas.

Já em 1961 são erguidas as arquibancadas de alvenaria da Rua América que, em breve, darão lugar a uma nova estrutura.

Nas décadas de 1970 e 1980 vieram as grandes mudanças estruturais que permitiram ao São Paulo a disputa de competições nacionais e a receber grandes públicos em seu estádio.

Atualmente com capacidade aproximada para 7.000 pessoas, o nome Aldo Dapuzzo, refere-se ao grande benemérito e patrono do clube, em homenagem ao grande esforço para levar o São Paulo à disputar a Taça de Ouro no início dos anos 80. O episódio mais marcante foi o da construção do anel direito do estádio que possibilitou a disputa.

Outro passo importante foi a iluminação, realizada na década de 1980, quando foram instalados 24 refletores e, em seguida, ampliado para 36 refletores, divididos em quatro torres. Na época, era um dos mais modernos do interior gaúcho.

A Lei n° 5.198, decretada na época pelo então prefeito Wilson Mattos Branco, de 17 de dezembro de 1997 tornou o Aldo Dapuzzo, Patrimônio Histórico e Cultural do Município, de forma que o imóvel não poderá mais ser vendido. Sendo assim, a presença do clube permanece perpetuada na cidade de Rio Grande.

Nosso estádio
Receba nossa newsletter